• Adriana Tanese Nogueira

COMEÇOS

Tudo o que você sonha em empreender, comece agora a fazer. A audácia tem algo de genial, de poderoso e de mágico.

(Goethe)


Terminamos um ano complicado, intenso, difícil, mas também cheio de descobertas, de verdades, de encontros e separações. Passamos todos por uma crise que transformadora: o que virá depende de nós. O que virá precisa se erguer sobre o aprendizado do passado.


E 2020 está passando. Termina a crise? Não, mas fechamos um ciclo. Uma das coisas que aprendemos, na marra, nesse ano é que se você tem um sonho engavetado está na hora de por as mãos na massa porque o futuro é agora. Não tem o que esperar.

Como escreveu o mágico Walt Disney, “A única maneira de começar a fazer algo é parar de falar e começar a fazer.” Portanto, pare de reclamar e aja. Pare de lamentar o que foi e o que não foi e dê início agora ao projeto de sua vida.


Esse tênue fio que é a vida. Tão forte como aço às vezes quando, desesperados, queremos dar um tempo e tão sutil quando se quebra de repente sem que o esperássemos ou quiséssemos. A vida está pedindo nossa participação: mais atenta, mais presente, mais intensa, mais verdadeira. Todo momento é um bom momento para você ser.


Comece a ser agora o que você quer ser amanhã.

(William James)


Carpem Diem, diziam os antigos romanos: colha o momento. Aproveite as brechas que qualquer situação sempre oferece, seja flexível, avance onde se abrir um espaço. Desista de teimosias, abra mão de vaidades: seja.


Algo precisamos aprender com essa pandemia, não? Cada um de nós, em seu íntimo pode e deveria se perguntar: o que eu aprendi? O que significou para mim? Para onde me levou? O que me fez descobrir?


Somente assim, o ano novo pode se abrir como uma possibilidade renovada de criar sua história. Aquele percurso singular que faz de você uma pessoa exclusiva. Suas escolhas, suas ações, seu legado. Qual é sua contribuição para com o mundo? Como você é conhecido e reconhecido? Como será lembrado?


Nesse último dia de 2020 nos cabe, também, uma reflexão séria sobre nossa presença sobre o planeta. Como podemos ajudar o todo e, desta forma, criar uma qualidade de vida melhor para nós e nossos entes queridos?

Vale ainda considerar os desejos não realizados neste ano que se passou: o que era importante? O que não fez na realidade falta? Quais são afinal as prioridades?

Nunca é tarde para começar porque toda vida há de ser vida cheia, vida vivida. Não se deixe iludir pelos números na certidão de nascimento. Por isso o ditado, “Enquanto há vida há esperança”: há a esperança de você arregaçar as mangas e fazer acontecer. Sem medo e sem apelar, mas também com medo e rezando que dê tudo certo.


Sofrer é inevitável: viver é opcional. Faça uma boa escolha e se jogue para que 2021 seja o seu ano inesquecível que deixará doces recordações em sua biografia. Confie em sua intuição e se essa “o enganar” é porque talvez não era real intuição e sim desejo fantasioso da sua mente confusa. Continue testando, até encontrar a voz interior na qual confiar.


Feliz Ano Novo!




Adriana Tanese Nogueira - Psicanalista, filósofa, life coach, terapeuta transpessoal, intérprete de sonhos, terapeuta Florais de Bach, autora, educadora perinatal, fundadora da ONG Amigas do Parto (www.asmigasdoparto.org), do AELLA - Instituto Internacional de Educação Psicológica e Espiritual (www.institutossc.com) e do ConsciousnessBoca.com em Boca Raton, FL-USA. +1-561-3055321

Photo by Amy Shamblen on Unsplash



23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo